sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Diálogo Inexistente

Ele: - Com você eu não tenho pressa. Sei que se não der pra fazer hoje, podemos fazer amanhã. Ou depois, sei lá - disse um dia enquanto almoçavam.
Ela apenas olhou e sorriu. Ela é constante. Ele sabe exatamente o que pode esperar dela. Ela não respondeu porque não tinha o que responder, mas ao longo dos dias e com a incerteza e a insegurança da continuidade ela quis lhe responder.
E pensou: - Eu tenho pressa, sabe? Eu tenho pressa de viver tudo o que quero com você hoje. Quero viver cinquenta anos em um dia. Porque hoje de manhã eu sei que você está aqui, mas à noite eu não sei se ainda estará. Então eu quero viver intensamente e guardar cada momentinho vivido para emoldurá-los e pendurar na minha casa de lembranças.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Ausência


Tá frio aqui.
Da janela vejo a serração e as luzes do bairro ao longe.
Os grilos cantam. 
Tudo é tão calmo. 
Tão vazio.
Esse vazio me angustia.
Porque não é vácuo. 
É so um espaço a ser ocupado.

(Conversa na madrugada entre dois corações vazios. 
Um vazio da presença.
Outro vazio da ausência.)

05/09/2012